Wednesday, August 02, 2006

Rangers - Paris Saint Germain

Continuando uma rúbrica que iniciei com o artigo da protécnia na ex-Jugoslávia, aqui vai mais um artigo da Mitíca Sempre Fieis, e correndo o risco da enorme desactualização deste artigo, ele vale nem que seja para lembrar aos mais novos que um dia existiu uma zine chamada Sempre Fiéis. Este artigo é do nr.15 da zine, de Janeiro-Fevereiro de 1997.
Rangers - Ultras Paris Saint Germain
Apesar de ser em França o desporto-rei, o futebol não tem aí a mesma importância que em países como Portugal, Itália ou Espanha.O pouco intresse que este desporto ocupa nos meios de comunicação do país traduz-se num reduzido número de espectadores nos estádios e por consequência, em claques pouco numerosas.
Com o desaparecimento da Sup Mag, a situação das claques francesas piorou ainda mais...No entanto, algumas claques francesas, estão ao nível das italianas ou espanholas. É o caso dos Rangers, do PSG, que lhes apresentamos nestas páginas.
Os Rangers apareceram no panorama ultra francês, na temporada de 1992-1993, resultado de alguns problemas internos no seio dos muito conhecidos Boulogne Boys. O grupo, constituido na sua maioria, por membros dissidentes da claque atrás mencionada, começam então a dar os primeiros grandes espectáculos e a animar o Kop de uma forma incansável e nunca antes vista por ali. Além dos Rangers, ocupam ainda o Kop, os Boulogne Boys, os Gavroches e a Generation Parisiene, que em conjunto tornam o Kop, um lugar bastante respeitado por todos os ultras do país.
Os Rangers são um grupo que viaja bastante , percorrendo milhares de Kms para estarem sempre presentes a apoiarem o seu PSG. Onde quer que seja o jogo, lá estão eles com as suas faixas, tochas , etc.
De todas as deslocações que já efectuaram, algumas há que marcaram o grupo. Os Rangers não esquecem a deslocação ao Mónaco em que foram apenas 7 Ultras numa carrinha alugada.
Não menos marcante , foi a presença em Highbury Park, em que entoaram cânticos durante todo o jogo debaixo de uma chuva incessante, espantando mesmo os ingleses, eles que são mestres no apoio vocal.
Outro jogo que não esquecem, foi a deslocação a Madrid, em que cantaram incansavelmente durante duas horas.
Coreograficamente o grupo também é muito bom e neste aspecto destacam dois jogos.O primeiro no jogo com o Toulose, em que distribuiram 80 bandeiras gigantes por toda a bancada, acompanhadas de uma quinzena de tochas, o que deu um resultado espectacular. Um outro jogo, foi com o Estrasburgo, em 94-95. Neste jogo, o Kop trabalhou em conjunto e projectou uma bandeira de França em tamanho gigante em papel crepe, o que deu um efeito espectacular a bancada.

2 comments:

Estrela said...

Um post destes nunca está desactualizado, o aspecto visual é muito bom, e para quem nao tem tradiçoes claquistas como é a França, fiquei bastante surpreendido.

Nao conhecia os rangers mas os boulogne boys ja ha muitos anos que os vejo em varios estadios.

Tanque Silva said...

De facto nos últimos 10 ano muita coisa mudou. Por um lado, em Portugal o mundo ultra está difrente com grupos mais pequenos. Nao que haver menos elementos seja mau, mas esta de facto difrente. Nao se assiste hoje aquele boom de a 12-10 anos atras e hoje claques como os No Name , Diabos , juve Leo e Super Dragoes têm muito menos elementos. Na altura foi uma moda ser ultra e daí vinha para as claques muitas pessoas que nao intressavam. A quantidade era maior, mas a qualidade nao sei se o era. Quanto a França existem muito bons grupos como sao os do Saint Etiennes , Green Angles e Magic Fans , os do Marselha , os Bad Gones do Lyon e os Ultras do PSG . Acho que estes grupos franceses sofrem uma influencia muito positiva de Italia e em certos sectores, como o material sao mesmo excelentes . Os dvds dos grupos franceses sao sem duvida dos melhores que vi.